Economista prova que tem dinheiro para a data-base